Entretenimento

JORNALISTA CLEISLA GARCIA LANÇA 2º LIVRO EM GOIÂNIA

SobreViver traz para a luz o suicídio juvenil. Um tema tão controverso quanto chocante, é tratado com sensibilidade pelas mãos da jornalista

Quando foi escalada para participar da série de reportagens “Suicídio – Alerta aos jovens”, da Record TV, a jornalista Cleisla Garcia não podia imaginar os relatos que ouviria ou os dados aos quais teria acesso. A cada nova entrevista sobre o tema, uma porta se abria e revelava não apenas estatísticas assustadoras – como o número de suicídio entre jovens ter atingido 5,7 casos para cada 100 mil habitantes -, mas o que é possível fazer para ajudar quem está pensando em tirar a própria vida?

O que leva pessoas aparentemente saudáveis e felizes a cometerem suicídio? Quais sinais quem está pensando em se matar emite antes de tentar? Existe um perfil suicida? Como o jogo Baleia Azul, que aterrorizou pais, recruta jovens para seus desafios mortais? Filmes e séries, como 13 Reasons Why, podem mesmo levar pessoas a cometerem suicídio ou servir de alerta para pais e familiares?

Em SobreViver, Cleisla aprofunda sua pesquisa e vai além do que foi mostrado na TV. Aqui, ela traz as respostas para essas e outras perguntas por meio de relatos de jovens que tentaram tirar a própria vida – e sobreviveram para contar -, familiares que buscam se reerguer após a perda trágica de um ente querido, médicos, psicólogos e voluntários que lutam pela prevenção ao suicídio, causa de morte que, no mundo, já ultrapassa o número de homicídios.

Sempre preocupada em seguir as cartilhas da Associação Brasileira de Psiquiatria, do Conselho Federal de Medicina e do Centro de Valorização da Vida (CVV) sobre como divulgar casos de suicídio sem incentivá-los, Cleisla nos oferece um relato delicado e transformador sobre como lidar com um assunto que está, infelizmente, cada vez mais presente na nossa vida.

 Sobre a Autora

 Formada em Jornalismo, Cleisla Garcia começou sua carreira aos 17 anos na redação do jornal Diário da Manhã, em Goiânia. Trabalhou por 12 anos na TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo em Goiânia, e, durante esse período, realizou reportagens-denúncia sobre o tráfico de mulheres para a Europa. Ainda em Goiás, por conta de uma série de reportagens especiais, todos os integrantes de um grupo de extermínio que atuava dentro da polícia militar, no entorno de Brasília foram presos. Atualmente, Cleisla trabalha no Núcleo de Reportagens Especiais do Jornal da Record. Entre suas conquistas profissionais está o Prêmio Vladimir Herzog de 2007 pela série “Guerreiras do Brasil”, que mostra a trajetória de mulheres que dedicam a vida à luta pela cidadania e direitos humanos. Em 25 anos de carreira, Cleisla já realizou coberturas especiais em países como Portugal, Espanha, Panamá, Guatemala e Tailândia. Na África Austral, na Namíbia e Botsuana, denunciou a crueldade do extermínio de elefantes por conta da atuação dos traficantes internacionais do marfim. No Camboja, revelou a violação dos direitos humanos depois do regime ditatorial Khmer Rouge, que destruiu o país e o tráfico de crianças para a Europa.

 SobreViver
Como ajudar jovens e adolescentes a sair do caminho do suicídio
Cleisla Garcia
Editora Benvirá/ Grupo Saraiva

Toda renda do livro será revertida para o CVV e instituições que trabalham no auxílio de jovens com transtornos.

 SERVIÇO

Data de lançamento: 5 de maio de 2018 | 16 horas

Onde: Saraiva – Shopping Flamboyant

 O livro já se encontra na pré-venda nos seguintes sites:

http://livraria.folha.com.br/livros/autoajuda/viver-cleisla-garcia-1384055.html

https://www.amazon.com.br/Sobre-Viver-Cleisla-Garcia/dp/8557171889/ref=sr_1_3?s=books&ie=UTF8&qid=1519927550&sr=1-3&keywords=sobre+viver