Cidades

Prefeitura de Goiânia realiza plantio de 4 mil mudas no CRAS Floresta

A Prefeitura de Goiânia realizou o plantio de 4 mil mudas de hortaliças no CRAS Floresta, localizado no Bairro Floresta....

A Prefeitura de Goiânia realizou o plantio de 4 mil mudas de hortaliças no CRAS Floresta, localizado no Bairro Floresta. A ação foi comandada pela primeira-dama de Goiânia, Thelma Cruz. A expectativa é que sejam colhidas 3,5 toneladas que serão destinadas ao Banco de Alimentos da Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social.

Segundo a primeira-dama, o objetivo é expandir as hortas a todos os CRAS da cidade e realizar um trabalho social que envolva a comunidade. “Quando nós cuidamos da terra pensando no bem social das pessoas, a terra com certeza nos dá o que há de melhor. Vamos expandir para todos os CRAS, de maneira que as pessoas dos bairros tenham oportunidade e participem”, declarou.

A primeira-dama relembrou ainda que o trabalho social sempre fez parte da sua vida e do prefeito Rogério Cruz. “As pessoas saberão quem é Rogério Cruz e Thelma Cruz por meio do trabalho. Esse é um tipo de ação que sempre fizemos. A gente aprende a se doar no berço, que é em casa. Essa semana me veio à memória minha mãe, que era capaz de tirar tudo dela para ajudar as pessoas. O exercício de casa valeu muito à pena. Os meus pais foram o meu caderno e hoje eu faço com o maior prazer. A gente quer fazer o melhor pela população goianiense”, disse.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e Economia Criativa, Paulo Henrique, a pasta realizou toda a revitalização da horta e do espaço para o plantio. Ao todo, a secretaria é responsável por duas hortas, uma no Paço Municipal e do CRAS Floresta. “A terceira horta será implantada no CRAS Recanto do Bosque ao lado da nossa primeira-dama, que abraçou o projeto com muito carinho”.

A ação contou com a participação do secretário municipal de desenvolvimento humano e social, Zé Antônio, além de servidores da Sedec, CRAS Floresta e comunidade local. Foram plantados alface (três tipos), couve, rúcula, jiló, quiabo, pimenta de cheiro, salsinha, cebolinha e almeirão.

Josiane Coutinho, da editoria de Desenvolvimento e Economia Criativa