Economia

Alimentação saudável cria oportunidade de negócios em Goiás

Em dois anos, empreendedores goianienses quadruplicam o volume de venda de pratos e lanches nas versões fit e low carb. Escolha de ingredientes frescos e sem conservantes são diferenciais

Lena Pinheiro, Keila Stoko, Lucas Vasques e Rodran Araújo lucram com o mercado de alimentação saudável em Goiânia

Os ingredientes do cardápio se tornaram diferenciais para os negócios em Goiás, onde tem crescido a procura por alimentos saudáveis. Em dois anos, os empreendedores Lucas Vasquez e Rodran Araújo quadruplicaram as vendas de pratos congelados, lanches e sobremesas produzidas com ingredientes frescos, nas versões fit e lowcarb.

Proprietários da Loucos por Dieta – Alimentação Inteligente, eles começaram, em 2016, comercializando 30 pratos por dia. Neste mês de janeiro de 2019, quando a marca celebra dois anos no mercado goiano, esse número chega a uma média diária de 130 unidades. A venda de lanches, sucos e sobremesas também aumentou. As opções de pratos foram ampliadas e, desde o ano passado, o cardápio é alterado mensalmente com a inclusão de novas receitas.

“Temos observado um crescimento contínuo das vendas, investimos em qualidade e sabor, sempre diversificando nossas receitas salgadas, doces e as bebidas para atender aos nossos clientes. Em nosso plano de negócio, os próximos passos são para ampliar a presença da marca em outras cidades do Estado e em até outras capitais do País porque ainda, neste ano, vamos iniciar o processo para transformar a Loucos por Dieta numa rede de franquia”, afirma Rodran Araújo.

Os bons resultados alcançados pelos dois jovens empreendedores, que, junto com as sócias Keila Stoko e Lena Pinheiros, comandam a produção diária da Loucos Por Dietas, seguem uma tendência nacional. Segundo a agência de pesquisas de pesquisas Euromonitor Internacional, até o ano de 2021 o mercado de alimentação saudável no Brasil deve crescer, em média, 4,41% anualmente.

Entre 2009 e 2014, o segmento também registrou uma alta de 98% no país. Além disso, o relatório notou uma inclinação dos consumidores pelos itens considerados saudáveis. Segundo o documento, 83% dos entrevistados estão dispostos a gastar mais para obter um alimento saudável e 79% substituem produtos da alimentação convencional por opções mais saudáveis.

O ator e professor de artes cênicas Kléber Alves é um adepto da alimentação natural e saudável. Praticante de atividades físicas, ele afirma que sempre busca escolher os ingredientes dando prioridade para os pratos com legumes frescos, naturais e com redução de sal e corantes. “Os pratos congelados ajudam bastante para quem tem uma agenda cheia de trabalhos e atividades. Quando a empresa une qualidade, sabor e bons ingredientes, a clientela se torna fiel, com certeza”.

Lucas Vasques diz que a percepção dos clientes é fundamental para o crescimento da Loucos Por Dieta. “Produzimos pratos congelados, mas também oferecemos os pratos do dia frescos. Nosso cardápio se altera de acordo com as demandas de nossos clientes e isso se tornou um diferencial de mercado”. Atualmente, a empresa oferece uma série de opções de pratos congelados, dois pratos frescos do dia nas versões fit e lowcarb, sucos, sobremesas, bolos em fatia e em pote, doces sem adição de açúcares e lanches, como sanduíches, coxinhas e quibes.

Rodran Araújo afirma que a empresa sempre quis e consegue oferecer uma comida com gostinho de feita em casa, como que pela mãe ou avó. “Não há quem resista a uma refeição com ingredientes frescos e sem conservantes. Fazemos pratos saudáveis, mas cheios de sabor”.

Segundo ele, os goianos vivem um momento importante de conscientização sobre a importância de escolher melhor os alimentos e também na otimização do tempo. “É possível comer fora ou comprar a comida pronta mantendo a qualidade. Por isso, mesmo estamos sempre investindo no que há de melhor em insumos e na capacitação de nossos colaboradores para que os pratos sejam feitos de forma ágil, mas sem perder qualquer detalhe de seu valor nutricional”, afirma.