Cidades

Estrada entre Alto Paraíso e Teresina de Goiás desaba devido às fortes chuvas na região

Um trecho da GO-118, entre Teresina de Goiás e Alto Paraíso de Goiás, está interditado devido a um deslizamento de...

Um trecho da GO-118, entre Teresina de Goiás e Alto Paraíso de Goiás, está interditado devido a um deslizamento de aterro ocorrido na última sexta-feira (24/12), por consequência das fortes chuvas que atingem a região. Uma rota alternativa para GO-239, GO-132 e estrada vicinal que liga a Cavalcante foi definida para desviar o trânsito local. A previsão da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) é de que as intervenções sejam executadas em três semanas, se as condições climáticas estiverem favoráveis.

Como o tráfeto está sendo desviado para uma estrada municipal vicinal, o presidente da Goinfra, Pedro Sales, explicou que, por ser uma via não pavimentada, a rota alternativa requer cuidados. “Deixaremos uma equipe de patrulha completa ao longo de todo o trecho para manter as condições de trafegabilidade e segurança daqueles que vierem a utilizá-la”, garantiu.

Para acessar a rota alternativa, os motoristas devem sair do município de Alto Paraíso pela GO-239 e seguir até Colinas do Sul. De lá, acessar a GO-132 e sair à direita na via vicinal que dá acesso a Cavalcante e aos demais municípios da região da Chapada dos Veadeiros, como Teresina de Goiás e Monte Alegre de Goiás. Todo o trajeto está sendo sinalizado pela Goinfra, que vai realizar melhorias para o tráfego na via vicinal, como levantamento de greide e cascalhamento do trecho.

Os danos na GO-118 estão relacionados ao avanço brusco de uma erosão provocada pelas tempestades. Apesar da boa condição do asfalto, o leito não suportou a vazão da água, e a Goinfra irá refazer esse trecho da rodovia. “Os reparos estão contratados e a empresa responsável já está com os maquinários em Alto Paraíso. O início será imediato, só depende das condições climáticas para o trabalho”, explicou Sales.

O governador Ronaldo Caiado e os prefeitos Vilmar Kalunga (Cavalcante), Felipi Campos (Monte Alegre de Goiás), Kleverton Barbosa (Teresina de Goiás) e Marcus Rinco (Alto Paraíso de Goiás) e ainda o deputado estadual Amilton Filho realizaram uma vistoria no local. “Graças a Deus não teve nenhuma vítima, mas vai trazer um transtorno no transporte, principalmente de carga”, avaliou o governador. “A alternativa foi buscar outra estrada para desviar o fluxo”, complementou Caiado. “Estamos aqui com todos os prefeitos da região para estabelecer uma rota e não permitir que os municípios fiquem sem acesso”, informou.